Warning: mysqli_set_charset(): Error executing query in /var/www/html/graciliano.com.br/web/site/wp-includes/wp-db.php on line 756
 Graciliano Ramos
Warning: array_merge(): Argument #2 is not an array in /var/www/html/graciliano.com.br/web/site/wp-content/plugins/wp-pagenavi/scb/Options.php on line 62

Blog / Eventos

O Cronista Graciliano no Rio de Janeiro, de 14.fev a 19.abr no Sesc – RJ

Publicado em 02 d Março d 2015

OcronistaGRconvite

O Cronista Graciliano no Rio de Janeiro uma homenagem cidade. Uma cartografia geopotica da vida do escritor alagoano no Rio de Janeiro, no contexto de um momento crucial da histria brasileira, dos anos de 1936 a 1953, que apresenta o percurso literrio, poltico e artstico de Graciliano na cidade.

Poucos escritores como Graciliano Ramos foram capazes de unir de maneira notvel o interesse esttico, o compromisso tico e o empenho poltico que afirmaram o papel decisivo do escritor no mundo moderno. Com um rico material iconogrfico, a mostra apresenta a histria de vida do escritor na cidade por meio de imagens, projees, documentos, pertences pessoais, depoimentos exclusivos, intervenes audiovisuais e uma instalao que recria o ambiente criativo do escritor no Rio de Janeiro.

com alegria que presenteamos a cidade do Rio de Janeiro, no ano em que se comemora 450 anos de sua fundao, com a reabertura da Unidade Arte Sesc.

Do folheto do evento

CroncasGRapoio


Repercusso:

Jornal O Dia

Secretaria de Cultura RJ

Manchete Online

SESC Rio

Veja mais na categoria Eventos

CONHEÇA A OBRA DE GRACILIANO RAMOS

  • Caets (1933)
  • Caets  edio especial 80 anos (2013)
  • S. Bernardo (1934)
  • Angstia (1936)
  • Angstia – edio especial 75 anos (2011)
  • Vidas Secas (1938)
  • Vidas Secas – edio especial 70 anos (2008)
  • Vidas Secas – em quadrinhos (2015)
  • Infncia (1945)
  • Insnia (1947)
  • Memrias do Crcere (1953)
  • Viagem (1954)
  • Linhas Tortas (1962)
  • Viventes das Alagoas (1962)
  • Garranchos (2012)
  • Cangaos (2014)
  • Conversas (2014)
  • A Terra dos Meninos Pelados (1939)
  • Histrias de Alexandre (1944)
  • Alexandre e Outros Heris (1962)
  • O Estribo de Prata (1984)
  • Minsk (2013)
  • Cartas (1980)
  • Cartas de Amor a Helosa (1992)
  • Dois Dedos (1945)
  • Histrias Incompletas (1946)
  • Brando entre o Mar e o Amor (1942)
  • Memrias de um Negro (1940) Booker T. Washington, traduo
  • A Peste (1950) Albert Camus, traduo

“Aparea o filho da puta que disse que eu no sabia montar em burro bravo!”

Em bilhete enviado a Chico Cavalcanti, aceitando a candidatura a prefeito de Palmeira dos ndios – AL, 1927 (O Velho Graa, Dnis de Moraes, Boitempo, pg. 61)