Resultados da Busca

Você buscou por: cangacos

Cangaos (2014)

Publicado em 08 d maio d 2014

Reunindo todos os textos de Graciliano Ramos sobre o banditismo sertanejo, escritos entre 1931 e 1941, Thiago Mio Salla e Ieda Lebensztayn mostram a influncia [...]

As marcas de um autor revisor, por Thiago Mio Salla

Publicado em 28 d março d 2017

As Marcas de um Autor Revisor – Graciliano Ramos Roda dos Jornais e das Edies de seus Prprios Livros Neste artigo, Thiago Mio Salla, [...]

Mais um livro indito de Graciliano

Publicado em 04 d maio d 2014

O cangaceiro e o escritor na terra do faz de conta

Publicado em 13 d abril d 2014

Do jornal Folha de S. Paulo, Caderno Ilustrssima PorCASSIANO ELEK MACHADO (*) Link original . De quando Graciliano capturou Virgulino usando o poder da mente [...]

Lampio de palavras: Graciliano Ramos

Publicado em 17 d maio d 2013

Do jornal Valor Econmico Por IEDA LEBENSZTAYN Link original . Na hemeroteca digital da Biblioteca Nacional, encontrei “Dois Irmos”, artigo de Graciliano Ramos indito em [...]

Obras

Publicado em 30 d outubro d 2012

possvel dividir a obra de Graciliano Ramos de vrias maneiras. Para melhor entendimento, optamos pela seguinte classificao: 1. Os livros mais importantes, publicados em [...]

CONHEÇA A OBRA DE GRACILIANO RAMOS

  • Caets (1933)
  • Caets  edio especial 80 anos (2013)
  • S. Bernardo (1934)
  • Angstia (1936)
  • Angstia – edio especial 75 anos (2011)
  • Vidas Secas (1938)
  • Vidas Secas – edio especial 70 anos (2008)
  • Vidas Secas – em quadrinhos (2015)
  • Infncia (1945)
  • Insnia (1947)
  • Memrias do Crcere (1953)
  • Viagem (1954)
  • Linhas Tortas (1962)
  • Viventes das Alagoas (1962)
  • Garranchos (2012)
  • Cangaos (2014)
  • Conversas (2014)
  • A Terra dos Meninos Pelados (1939)
  • Histrias de Alexandre (1944)
  • Alexandre e Outros Heris (1962)
  • O Estribo de Prata (1984)
  • Minsk (2013)
  • Cartas (1980)
  • Cartas de Amor a Helosa (1992)
  • Dois Dedos (1945)
  • Histrias Incompletas (1946)
  • Brando entre o Mar e o Amor (1942)
  • Memrias de um Negro (1940) Booker T. Washington, traduo
  • A Peste (1950) Albert Camus, traduo

“Os dados biogrficos que no posso arranjar, porque no tenho biografia. Nunca fui literato, at pouco tempo vivia na roa e negociava. Por infelicidade, virei prefeito no interior de Alagoas e escrevi uns relatrios que me desgraaram. Veja o senhor como coisas aparentemente inofensivas inutilizam um cidado.”

em carta a Ral Navarro, tradutor, nov.1937