Prêmios

Espanha: Josep Domènech Ponsatí vencedor do Prémio ‘Giovanni Pontiero’ 2013

Publicado em 16 de maio de 2013

Instituto Camões Link original . Josep Domènech Ponsatí foi o vencedor do XIII Prémio de Tradução ‘Giovanni Pontiero’, pela tradução para catalão do romance Vidas [...]

Elizabeth Ramos e Moisés Aguiar (IOGR)

Imprensa Oficial homenageia personalidades e lança livro sobre seu centenário

Publicado em 26 de setembro de 2012

Em solenidade ocorrida nessa quarta-feira, ilustres funcionários foram agraciados pelo trabalho ao longo da história da entidade (matéria completa aqui). A Imprensa Oficial Graciliano Ramos [...]

A Infância de Graciliano Ramos, de Audálio Dantas

Audálio Dantas e A infância de Graciliano Ramos

Publicado em 02 de agosto de 2006

O livro infanto-juvenil A infância de Graciliano Ramos (Instituto Callis – 2005), de autoria de Audálio Dantas, recebeu Menção Altamente Recomendável da Fundação Nacional do [...]

Luiza Ramos no Prêmio Recordista

Prêmio Nossa Gente, Nossas Letras/ Prêmio Recordista

Publicado em 10 de dezembro de 2003

Realizado pela Oldemburg Marketing Cultural, com o apoio da Ripasa S/A Celulose e Papel, Sovereign Speciality Chemicals, Prolam Termolaminação, Grupo Editorial Record e do Jornal [...]

Graciliano recebe a Medalha Chico Mendes de Resistência

Publicado em 15 de março de 2003

Criada em 1988, por iniciativa do Grupo Tortura Nunca Mais/RJ, a Medalha Chico Mendes de Resistência foi pensada em resposta à atitude do Exército que, [...]

Graciliano é eleito Alagoano do Século XX

Publicado em 01 de janeiro de 2000

Os leitores d’A Gazeta de Alagoas, importante diário do estado, elegeram Graciliano Ramos o Alagoano de Século. A notícia saiu em matéria publicada em 01 [...]

CONHEÇA A OBRA DE GRACILIANO RAMOS

  • Caetés (1933)
  • Caetés – edição especial 80 anos (2013)
  • S. Bernardo (1934)
  • Angústia (1936)
  • Angústia – edição especial 75 anos (2011)
  • Vidas Secas (1938)
  • Vidas Secas – edição especial 70 anos (2008)
  • Vidas Secas – em quadrinhos (2015)
  • Infância (1945)
  • Insônia (1947)
  • Memórias do Cárcere (1953)
  • Viagem (1954)
  • Linhas Tortas (1962)
  • Viventes das Alagoas (1962)
  • Garranchos (2012)
  • Cangaços (2014)
  • Conversas (2014)
  • A Terra dos Meninos Pelados (1939)
  • Histórias de Alexandre (1944)
  • Alexandre e Outros Heróis (1962)
  • O Estribo de Prata (1984)
  • Minsk (2013)
  • Cartas (1980)
  • Cartas de Amor a Heloísa (1992)
  • Dois Dedos (1945)
  • Histórias Incompletas (1946)
  • Brandão entre o Mar e o Amor (1942)
  • Memórias de um Negro (1940) Booker T. Washington, tradução
  • A Peste (1950) Albert Camus, tradução

“Os dados biográficos é que não posso arranjar, porque não tenho biografia. Nunca fui literato, até pouco tempo vivia na roça e negociava. Por infelicidade, virei prefeito no interior de Alagoas e escrevi uns relatórios que me desgraçaram. Veja o senhor como coisas aparentemente inofensivas inutilizam um cidadão.”

em carta a Raúl Navarro, tradutor, nov.1937