Blog / Prmios

Imprensa Oficial homenageia personalidades e lana livro sobre seu centenrio

Publicado em 26 d setembro d 2012

Em solenidade ocorrida nessa quarta-feira, ilustres funcionrios foram agraciados pelo trabalho ao longo da histria da entidade (matria completa aqui).

A Imprensa Oficial Graciliano Ramos lanou, na noite da ltima quarta-feira (26), no Museu Palcio Floriano Peixoto, o livro Centenrio da Imprensa Oficial de Alagoas. Alm do lanamento da obra, de autoria do jornalista Fernando Coelho, a noite foi marcada por homenagens feitas a alguns grandes nomes que ajudaram a construir a histria da entidade.

Os homenageados da noite foram indicados pelos prprios funcionrios da casa, por meio de votao. Foram citados vrios nomes, entre servidores ainda em atividade, aposentados e alguns j falecidos.

Finalizando a lista de homenageados, estavam o presidente do Instituto Histrico e Geogrfico de Alagoas, Jayme de Altavila, e a neta do homem que empresta seu nome a entidade, Elizabeth Ramos.

.

Elizabeth Ramos e Moiss Aguiar (IOGR)

Elizabeth Ramos (abaixo, ao lado de Moiss de Aguiar, diretor-presidente da Imprensa Oficial Graciliano Ramos)
foto: Luiz Carlos Figueiredo

.

“ com muita honra e emoo que recebo essa homenagem, em nome de meu av Graciliano Ramos. muito significativo estar aqui, nesta noite, pois esse foi o ltimo local onde ele esteve antes de ir para sua casa e ser preso”, disse Elizabeth.

Veja mais na categoria Prmios

CONHEÇA A OBRA DE GRACILIANO RAMOS

  • Caets (1933)
  • Caets  edio especial 80 anos (2013)
  • S. Bernardo (1934)
  • Angstia (1936)
  • Angstia – edio especial 75 anos (2011)
  • Vidas Secas (1938)
  • Vidas Secas – edio especial 70 anos (2008)
  • Vidas Secas – em quadrinhos (2015)
  • Infncia (1945)
  • Insnia (1947)
  • Memrias do Crcere (1953)
  • Viagem (1954)
  • Linhas Tortas (1962)
  • Viventes das Alagoas (1962)
  • Garranchos (2012)
  • Cangaos (2014)
  • Conversas (2014)
  • A Terra dos Meninos Pelados (1939)
  • Histrias de Alexandre (1944)
  • Alexandre e Outros Heris (1962)
  • O Estribo de Prata (1984)
  • Minsk (2013)
  • Cartas (1980)
  • Cartas de Amor a Helosa (1992)
  • Dois Dedos (1945)
  • Histrias Incompletas (1946)
  • Brando entre o Mar e o Amor (1942)
  • Memrias de um Negro (1940) Booker T. Washington, traduo
  • A Peste (1950) Albert Camus, traduo

“A palavra no foi feita para enfeitar, brilhar como ouro falso.
A palavra foi feita para dizer.”

em entrevista a Joel Silveira, 1948