Eventos

Audlio Dantas lana o livro O Cho de Graciliano

Publicado em 01 d março d 2007

Com texto de Audlio Dantas e fotos de Tiago Santana, O Cho de Graciliano, livro de arte-reportagem editado pela Tempo dImagem mostra a regio de [...]

Exposio Graciliano uma Graa

Publicado em 24 d maio d 2006

Iniciativa do Ponto de Cultura Ecomuseu Comunitrio Graciliano uma Graa, a exposio apresentou obras do autor e promoveu atividades, aproximando assim a comunidade com [...]

Colquio Graciliano Ramos

Publicado em 07 d maio d 2003

Nos dias 7, 8 e 9 de maio de 2003, sob coordenao de Elizabeth Ramos (neta do escritor) e de Myriam Fraga (da Fundao Casa [...]

SESC realiza evento “O Cho de Graciliano”

Publicado em 21 d janeiro d 2003

Sob projeto e curadoria de Audlio Dantas, e com apoio do Governo do Estado de Alagoas, da Prefeitura Municipal de Palmeira dos ndios e da [...]

Logo Imprensa Oficial Graciliano Ramos

Imprensa Oficial Graciliano Ramos

Publicado em 25 d outubro d 2001

Por ocasio da instituio do ANOGRACILIANO, o governador Ronaldo Lessa determinou que a Imprensa Oficial de Alagoas passasse a se chamar Imprensa Oficial Graciliano Ramos, [...]

ANOGRACILIANO

Publicado em 25 d outubro d 2001

O governador Ronaldo Lessa instituiu o ANOGRACILIANO, considerando a importncia do escritor para a cultura e a poltica de Alagoas e do Brasil, tornando obrigatria [...]

CONHEÇA A OBRA DE GRACILIANO RAMOS

  • Caets (1933)
  • Caets  edio especial 80 anos (2013)
  • S. Bernardo (1934)
  • Angstia (1936)
  • Angstia – edio especial 75 anos (2011)
  • Vidas Secas (1938)
  • Vidas Secas – edio especial 70 anos (2008)
  • Vidas Secas – em quadrinhos (2015)
  • Infncia (1945)
  • Insnia (1947)
  • Memrias do Crcere (1953)
  • Viagem (1954)
  • Linhas Tortas (1962)
  • Viventes das Alagoas (1962)
  • Garranchos (2012)
  • Cangaos (2014)
  • Conversas (2014)
  • A Terra dos Meninos Pelados (1939)
  • Histrias de Alexandre (1944)
  • Alexandre e Outros Heris (1962)
  • O Estribo de Prata (1984)
  • Minsk (2013)
  • Cartas (1980)
  • Cartas de Amor a Helosa (1992)
  • Dois Dedos (1945)
  • Histrias Incompletas (1946)
  • Brando entre o Mar e o Amor (1942)
  • Memrias de um Negro (1940) Booker T. Washington, traduo
  • A Peste (1950) Albert Camus, traduo

“Aparea o filho da puta que disse que eu no sabia montar em burro bravo!”

Em bilhete enviado a Chico Cavalcanti, aceitando a candidatura a prefeito de Palmeira dos ndios – AL, 1927 (O Velho Graa, Dnis de Moraes, Boitempo, pg. 61)