Obras

Toda a produção de Graciliano, incluindo romances, crônicas, contos, memórias, traduções...

É possível dividir a obra de Graciliano Ramos de várias maneiras. Para melhor entendimento, optamos pela seguinte classificação:

1. Os livros mais importantes, publicados em vida ou póstumos:

Caetés (1933)
Caetés ed. especial 80 anos (2013)
S. Bernardo (1934)
Angústia (1936)
Angústia ed. especial 75 anos (2011)
Vidas Secas (1938)
Vidas Secas ed. especial 70 anos (2008)
Infância (1945)
Insônia (1947)
Memórias do Cárcere (1953)
Viagem (1954)
Linhas Tortas (1962)
Viventes das Alagoas (1962)
Garranchos (2012)
Cangaços (2014)

2. Os infanto-juvenis, que tiveram organizações diferentes, conforme seus editores:

A Terra dos Meninos Pelados (1939)
Histórias de Alexandre (1944)
Alexandre e Outros Heróis (1962)
O Estribo de Prata (1984)
Minsk (2013)

3. Os livros de correspondência:

Cartas (1980)
Cartas de Amor a Heloísa (1992)

4. Duas coletâneas de contos:

Dois Dedos (1945)
Histórias Incompletas (1946)

5. Um romance produzido coletivamente:

Brandão entre o Mar e o Amor (1942)

6. Duas traduções:

Memórias de um Negro (1940) de Booker T. Washington
A Peste (1950) de Albert Camus

Reunimos, nos links de cada um destes livros, todas as informações técnicas que nos foi possível conseguir em alguns anos de pesquisa, além de capas e ilustrações internas de edições nacionais e estrangeiras.

Clique e aproveite.

.

  • Caetés (1933) Capa da última edição
  • Caetes80
  • S. Bernardo (1934) Capa da última edição
  • Angústia (1936) Capa da última edição
  • Capa de Angústia - edição especial de 75 anos (2011)
  • Vidas Secas (1938) Capa da última edição
  • Capa de Vidas Secas - edição especial de 70 anos (2008)
  • Infância (1945) Capa da última edição
  • Insônia (1947) Capa da última edição
  • Memórias do Cárcere (1953) Capa da última edição
  • Viagem (1954) Capa da última edição
  • Linhas Tortas (1962) Capa da última edição
  • Viventes das Alagoas (1962) Capa da última edição
  • Garranchos (2012) Capa da última edição
  • Cangaços
  • tmp_capa
  • Histórias de Alexandre (1944) Capa da última edição
  • Alexandre e Outros Heróis (1962) Capa da última edição
  • O Estribo de Prata (1984) Capa da última edição
  • capa_Minsk
  • Cartas (1980) Capa da última edição
  • Cartas de Amor a Heloísa (1992) Capa da última edição
  • Dois Dedos (1945) Capa da única edição
  • Histórias Incompletas (1946) Capa da única edição
  • Brandão Entre o Mar e o Amor (1942) capa da primeira edição
  • Memórias de um Negro (1940), de Booker T. Washington, tradução
  • A Peste (1950), de Albert Camus, tradução
vidas-secas

“Os dados biográficos é que não posso arranjar, porque não tenho biografia. Nunca fui literato, até pouco tempo vivia na roça e negociava. Por infelicidade, virei prefeito no interior de Alagoas e escrevi uns relatórios que me desgraçaram. Veja o senhor como coisas aparentemente inofensivas inutilizam um cidadão.”

em carta a Raúl Navarro, tradutor, nov.1937