Arquivo do Autor

Linhas Tortas (1962) Capa da última edição

set.13: “Pensa-se em introduzir o futebol, nesta terra”

Pensa-se em introduzir o futebol, nesta terra. É uma lembrança que, certamente, será bem recebida pelo público, que, de ordinário, adora as novidades. Vai ser, por algum tempo, a mania, [...]

TVEscola: Escola Estadual Graciliano Ramos – Palmeira dos Índios – AL

Um prefeito exemplar

Do jornal Diário do Pará Por ELIAS RIBEIRO PINTO (republicação autorizada pelo autor) . Clique na imagem para ampliá-la.

Lançamento: Caetés 80 anos

ago.13: Caetés, capítulo XXXI

Uma tarde, girando por estas ruas, parei na beira do açude, lembrei-me da estrela vermelha e da noite em que Luísa me repeliu. Afastei-me lento, subi pelos Italianos. O casarão [...]

Mestre Graça não é piedade

O pensamento político em Graciliano Ramos é tão tosco, influente e múltiplo quanto as palavras, ferramenta de que se vale o escritor para dialogar consigo e com o leitor.

Neto de GR lança livro sobre menino com câncer inspirado em obra do avô

Do site UOL Entretenimento Por MIRELLA NASCIMENTO Link original . Vinte e um anos depois do lançamento do seu primeiro livro – “O Computador Sentimental”, vencedor do prêmio Adolfo Aizen [...]

Graciliano Ramos, FLIP 2013

Graciliano Ramos, o político: ordem na literatura e na administração

Do jornal O Globo Caderno Prosa Link original   Flip terá na biografia e nos livros de seu homenageado um guia para debater o atual clima de insatisfação entre os [...]

jul.13: Cultura a serviço do povo

Cultura a serviço do povo (1) . Camaradas: Não sei bem se o que lhes vou dizer nesta conversa ligeira combina com o título dela, anunciado no jornal. Escapou-me a [...]

Imprensa Oficial de Alagoas na FLIP

Outras vidas, a mesma seca

Do jornal O Globo Por ANDRÉ MIRANDA, com fotos de CUSTÓDIO COIMBRA Link original   . Veja também: Novas vidas secas (infográfico) Vídeo: Outras vidas, a mesma seca . Parte [...]

Infância (1945) Capa da última edição

jun.13: Samuel Smiles

Eu tinha visto esse nome várias vezes na seleta, mas, como não sabia pronunciá-lo, acostumei-me a tossir no fim das lições em que ele aparecia subscrevendo medonhas trapalhadas. Deviam ser [...]

Viventes das Alagoas (1962) Capa da última edição

Lampião de palavras: Graciliano Ramos

Do jornal Valor Econômico Por IEDA LEBENSZTAYN Link original . Na hemeroteca digital da Biblioteca Nacional, encontrei “Dois Irmãos”, artigo de Graciliano Ramos inédito em livro. Saiu em “Diretrizes” em [...]

Espanha: Josep Domènech Ponsatí vencedor do Prémio ‘Giovanni Pontiero’ 2013

Instituto Camões Link original . Josep Domènech Ponsatí foi o vencedor do XIII Prémio de Tradução ‘Giovanni Pontiero’, pela tradução para catalão do romance Vidas Secas (Vides seques), do escritor [...]

ABCD em Revista: GR, a escrita concisa e reveladora do Brasil

Parte I, transmitida em 22/03/2013 Aborda-se a trajetória pessoal e profissional do autor alagoano, considerado um dos principais nomes de nossa literatura. Entre os entrevistados, destacam-se o prof. de Literatura [...]

Linhas Tortas (1962) Capa da última edição

mai.13: Um homem forte

Tem sessenta e oito anos, a pele negra, os cabelos encarapinhados. Nasceu em Pernambuco, chama-se Domingos Jorge da Costa e, sem nunca ter ouvido falar no conde de Gobineau, é [...]

Nova pesquisa traz à luz cartas que revelam um Graciliano Ramos gregário e cordial

Da Folha de S. Paulo Por MARCELO BORTOLOTI Link original Em Maceió, nos anos 1930, o escritor Graciliano Ramos, morto há 60 anos, era decano de uma turma de jovens [...]

Revista Margens/Márgenes 2

O golpe no crânio: Graciliano Ramos e Getúlio Vargas*

Do blog Transversos Por ALINE SILVA Link original   Os romances de Graciliano Ramos vieram a público nos anos 30, período profundamente marcado pela manutenção do poder por parte de [...]

Relatórios de Graciliano fazem falta em Alagoas

Valor Econômico, Revista EU & Fim de semana Por MARIA CRISTINA FERNANDES Link original (matéria completa apenas para assinantes ou cadastrados) .                 [...]

Memórias do Cárcere (1953) Capa da última edição

abr.13: Memórias do Cárcere, capítulo XXX

Certa manhã os paranaenses foram chamados à secretaria e voltaram num ruidoso contentamento: no dia seguinte, com dois rapazes do nordeste e alguns ladrões e vagabundos, deixariam a Colônia. Essa [...]

CONHEÇA A OBRA DE GRACILIANO RAMOS

  • Caetés (1933)
  • Caetés – edição especial 80 anos (2013)
  • S. Bernardo (1934)
  • Angústia (1936)
  • Angústia – edição especial 75 anos (2011)
  • Vidas Secas (1938)
  • Vidas Secas – edição especial 70 anos (2008)
  • Vidas Secas – em quadrinhos (2015)
  • Infância (1945)
  • Insônia (1947)
  • Memórias do Cárcere (1953)
  • Viagem (1954)
  • Linhas Tortas (1962)
  • Viventes das Alagoas (1962)
  • Garranchos (2012)
  • Cangaços (2014)
  • Conversas (2014)
  • A Terra dos Meninos Pelados (1939)
  • Histórias de Alexandre (1944)
  • Alexandre e Outros Heróis (1962)
  • O Estribo de Prata (1984)
  • Minsk (2013)
  • Cartas (1980)
  • Cartas de Amor a Heloísa (1992)
  • Dois Dedos (1945)
  • Histórias Incompletas (1946)
  • Brandão entre o Mar e o Amor (1942)
  • Memórias de um Negro (1940) Booker T. Washington, tradução
  • A Peste (1950) Albert Camus, tradução

Queria endurecer o coração, eliminar o passado, fazer com ele o que faço quando emendo um período — riscar, engrossar os riscos e transformá-los em borrões, suprimir todas as letras, não deixar vestígio de idéias obliteradas.

Memórias do Cárcere, cap. 5